Carros | Jogos de Carros | Carros Usados | Veiculos | Automoveis | Carros Tunados | Tabela Fipe Carros | Jogos de Corrida | Carros Tunados
Comprar | Carros | Carros Novos | Tuning | Carros Semi Novos | Carros Venda | Fotos Carros | Carros Fiat | Tabela Carros | Som Automotivo



19.9.08

Porte superior do Viva permitirá que o Corsa siga no mercado





Chevrolet esta preparando um novo compacto para enfrentar o VW Fox, mas até agora a única informação a respeito desse carro era o nome do projeto: Viva. O presidente da GM do Brasil, o colombiano Jaime Ardilla, já havia confirmado isso em uma entrevista coletiva durante o Salão de Detroit, no começo do ano. Ardilla declarou que a novidade chegará ao mercado em meados de 2009, com produção em São Caetano do Sul (SP) e Rosário, na Argentina. A marca, também anunciou um investimento de US$ 500 milhões para a produção do modelo e ampliação do setor de engenharia da filial brasileira.

Como o novo Corsa ficaria muito caro por aqui, a GM partiu para uma solução local, mais apropriada ao nosso mercado. Foi a mesma decisão tomada pela Renault ao optar pelo Sandero em vez do novo Clio.

Assim como o Renault, o Viva será um "compacto nem tão compacto", com ênfase no espaço interno. Terá cerca de 4 m de comprimento e 1,70 m de largura, além do teto elevado. A missão, como já era sabido, será brigar o Volksvagen Fox, enfrentar o Sandero e ao menos em tamanho, disputar clientes com o Fiat Punto.

O porte superior do Viva permitirá que o novo Corsa siga no mercado. Fontes da GM dizem que o carro não sai de linha com a chegada do novo compacto. Para entender o raciocínio dos homens de marketing da Chevrolet, pense no que a Fiat faz com Uno, Palio e Punto. Assim será com Celta, Corsa e Viva. O novo carro deverá usar somente motores 1.4 e 1.8, deixando o 1.0 para Celta e Corsa, té mesmo porque o 1.0 seria pouco para o tamanho do carro e os 1.4 vêm ganhando força no mercado. O preço da versão de entrada tende a regular com o do Fox 1.6 básico, hoje na faixa dos R$ 37 mil.

O Chevrolet Viva aproveita muitos elementos de design do novo Corsa europeu, mas a equipe de design brasileira também inspirou-se no portfólio da empresa nos Estados Unidos. Pois foi de lá que veio a idéia da dianteira, mais precisamente do sedã Malibu. O Viva será o primeiro modelo brasileiro a usar o novo estilo frontal da Chevrolet mundial, com uma faixa na cor do carro dividindo a grade em duas. A dianteira é alta e os faróis seguem os moldes da linha Opel européia.

O Viva mistura elementos do Vectra GT e do Nissan Tiida na traseira, com as lanternas posicionadas na extremidade da carroceria e a parte superior delas invadindo a lateral. A lente será vermelha, com o centro transparente, onde ficam as luzes de seta e da ré. A placa fica no pára-choque, como no Corsa de nova geração, de quem o Viva herdou também outros traços na parte de trás.

O painel será um ponto forte do hatch, com muitos instrumentos digitais, a parte central e o rádio lembram bastante o novo Fiesta europeu.

O hatch é o primeiro fruto do projeto Viva, o segundo está até confirmado, e será uma picape de porte superior ao da Montana, podendo até aposentar a S10 cabine simples. O nome mais provável do modelo é Ventana, já registrado pela Chevrolet.

A primeira aparição pública do hatch Viva acontecerá no Salão do Automóvel, em outubro.

Compare os preços no Shopping UOL

seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário